O NASCIMENTO DE UMA CULTURA

                  Cultura, definição genérica segundo Edward B. Tylor, é “todo aquele complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e capacidades adquiridos pelo homem como membro da sociedade“. Wikpédia

                    Para que algo seja considerado Cultural, é necessário que seja tradicional, conhecido, vivenciado há algum tempo. Ou então ser composto por fatores com essas características.

                    Na região norte brasileira, os causos, as lendas, o imaginário popular é descrito por agremiações, tribos, grupos ou outras denominações, em disputas utilizando-se animais para dar nome a essas agremiações.

                    Alguns grupos bem conhecidos como os Bois Garantido e Caprichoso em Parintins no Amazonas; os Botos Cor de Rosa e Tucuxi em Alter do Chão, Santarém – Pará. Outros nem tão conhecidos nacionalmente, como os Peixes Aracu e Piau em Barreiras, Itaituba – Pará entre outros.

                      Recentemente, no dia 13 de dezembro de 2015, nasceu uma nova cultura. Foram apresentados dois novos grupos rivais, no município de Jacareacanga – Pará, que deverão competir visando a melhor forma de apresentar os elementos culturais do imaginário popular como: Pagé, Cunhaporanga, Cobra Grande, Porta Estandarte, Índia Guerreira, Rainha do Carimbó, entre outros. Itens que avaliados individualmente por uma banca julgadora e pelo conjunto da obra, definem a vitória ou não dessas agremiações

                    Esses grupos são representados por animais que dão nome ao município, os Jacarés, denominados Jacarés Encantados com os nomes de Jacaré-tinga e Jacaré-açú. O Tinga, nas cores verde e amarelo e o Açu nas cores verde e cinza.

                 Neste, ainda não houve disputa entre o Tinga e o Açú, apenas foram apresentados, para que cada um possa tomar partido, e os interessados, contribuir na disputa do próximo ano. Para essa disputa, ainda não há uma data estabelecida. Duas datas se apresentam como fortes opções para esta festividade. Nas comemorações do aniversário da cidade que vai de 10 a 13 de dezembro. E outra possibilidade é durante a realização do Jacaré-verão, evento tradicional realizado na praia às margens do Rio Tapajós, próximo à cidade, em setembro, de quinta-feira a domingo, no final de semana de lua cheia.

                     O fato de contar com um evento anual dessa magnitude, pode colocar Jacareacanga de vez no calendário de eventos culturais da Região e do Estado, e quem sabe um dia até mesmo no calendário de eventos nacional, assim como os Bois de parintins já fazem ao ser transmitido por canal aberto de TV para todo país.

                       Jacareacanga tem sido o destino de um número considerável de visitantes, turistas, de muitas localidades, principalmente da região norte, pela capacidade organizacional local e os investimentos na promoção desses eventos. A realização da Festividade dos Jacarés Encantados, permitirá um aumento significativo neste fluxo de pessoas, que com certeza aumentará as oportunidades no campo econômico, de serviços, comércio e na divulgação turística do município.