CORONA VÍRUS: DOENÇA OU FERRAMENTA COMUNISTA

Quem nunca comprou alguma coisa em função de uma boa propaganda? Um carro, um terreno, uma roupa, uma comida, um eletroeletrônico ou até mesmo um suvenir?

Quem nunca comprou uma ideia, quando ela vem bem apresentada, com um bom custo-benefício?

Uma ferramenta de engenharia social denominada “porta na cara” relata que o ser humano, de modo geral, quando alguém chega e apresenta um problema de forma muito maior do que realmente é, e que para solucionar tal problema, as pessoas devem fazer determinadas ações para minimizar o efeito de tal problema, as pessoas aceitam imediatamente aquelas ações, em razão de ter aquele problema minimizado. Mesmo sem saber que o problema havia sido maximizado e que aquilo que aconteceria, iria acontecer mesmo que as pessoas não tivessem as tais ações. Na verdade elas somente aceitaram as tais soluções, porque o problema foi posto como sendo muito maior do que realmente era.

Qualquer semelhança em relação ao uso da máscara, ao lockdown, às medidas de isolamento social entre outras, não são meras coincidências!

Então vejamos: O que você realmente sabe sobre o Corona Vírus em termos de números?

Você sabe quantas pessoas morrem no Brasil por mês mesmo sem pandemia?

Para não se deixar impressionar; para poder ter opinião formada sobre determinado assunto, nada melhor do que uma boa pesquisa. A internet é farta de informações! Mas se você não tem tempo para procurar ou não sabe onde procurar, fizemos um levantamento que prova o quanto há de realidade e o quanto há de propaganda nesta história que estamos construindo com nossas vivências, decisões e omissões.

Vejamos então alguns dados que o próprio google nos apresenta sobre o quantitativo de casos de infecções e de mortes, conforme consta no link: https://news.google.com/covid19/map?hl=pt-BR&gl=BR&ceid=BR%3Apt-419&mid=%2Fm%2F015fr.

O Site nos mostra que, nos primeiros 9 meses de 2020, no mundo, 36.706.213 pessoas contraíram o vírus, uma média de 4.078.468 por mês. No entanto, neste mesmo período, morreram em decorrência da doença 1.064.420 que dá uma média de 118.268 pessoas por mês. Usando um pouco de matemática, chegamos à taxa de mortalidade de 2,89% (a cada mil pessoas contaminadas, cerca de 29 pessoas morreram).

No Brasil, segundo o mesmo site acima, nestes mesmos 9 meses, 5.028.444 contraíram o vírus, uma média de 558.716 por mês.  Destas pessoas que contraíram o vírus, 148.957 foram a óbito, tendo em média 16.550 mortes por mês. No Brasil, a taxa de mortalidade foi de 2,96%.

Há alguns anos, uma das doenças que mais mata é a Tuberculose, segundo sites de pesquisa de estatísticas de morte. Com base nisto, procuramos por dados oficiais. E, conforme a Agência Brasil, no link: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-03/brasil-registra-200-casos-de-tuberculose-por-dia#:~:text=A%20tuberculose%20%C3%A9%20uma%20doen%C3%A7a,2008%2C%20contra%204.490%20em%202018

“O Brasil ainda registra 200 novos casos de tuberculose por dia, segundo dados do Ministério da Saúde. No Dia Mundial de Combate à Tuberculose, a pasta realiza uma ação para alertar sobre importância de completar o tratamento da doença, evitando a transmissão para outras pessoas e o aumento dos casos de morte.

A tuberculose é uma doença grave e está entre as 10 causas de morte no mundo: são 10 milhões de casos por ano e mais de 1 milhão de óbitos.

No Brasil, em 2019, foram registrados 73.864 mil casos novos da doença. A taxa de mortalidade caiu cerca de 8% na última década. Foram 4.881 mortes em 2008, contra 4.490 em 2018.”

Diante destes números, observamos que mesmo com queda de 8% nas taxas de mortalidade, ainda assim, essa doença mata cerca de 6% das pessoas infectadas. Taxa bem acima da taxa de mortalidade do Corona Vírus. No entanto, em nenhum momento se viu alguém querendo fazer lockdown, propondo o uso de máscaras ou distanciamento social em função desta doença.

Quando a Imprensa imparcial, que é paga para ser imparcial, pega os números da doença e os joga na telinha, ou em textos da web, jornais ou revistas, estes números causam alvoroço, medo, insegurança e até pânico em algumas pessoas mais desavisadas.

Para que isso deixe de acontecer, fizemos uma checagem no site: htps://transparencia.registrocivil.org.br/registros e buscamos as seguintes informações para você, leitor, estando melhor informado, possa tirar suas próprias conclusões.

Vejamos então a tabela de Óbitos – Brasil

 201520162017201820192020
Nº de Óbitos por ano878.272998.6151.038.9931.184.4451.248.8391.097.342
Média de Óbitos  por mês72.68983.21786.58298.703104.069121.926
Percentual a mais por mês que o ano anterior 12,6%3,8%12,2%5,1%14,6%

Se de 2015 a 2016, o aumento no número de óbitos foi de 12,6%; de 2016 a 2017 o aumento foi de 3,8%; de 2017 a 2018, o aumento foi de 12,2%; de 2018 a 2019, foi de 5,1%; ao analisarmos o crescimento percentual de 2019 a 2020, observamos que foi de 14%, percebemos então que a diferença no quantitativo percentual mensal não apresenta uma diferença significativa, e somado à taxa de mortalidade de 2,96% dos infectados, simplesmente não justifica  a proporção das medidas adotadas e mantidas até o momento.

Há mais um dado importante a ser levado em consideração. Segundo o portal globo, e tendo como fonte o IBGE, (https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/08/27/brasil-atinge-2117-milhoes-de-habitantes-diz-ibge.ghtml) em 2020 a população brasileira já é de 211,7 milhões de habitantes; tendo em vista que 5.028.444 pessoas contraíram o vírus, temos um percentual de apenas 2,3 % da população brasileira contaminada pelo corona Vírus.

Diante destes números todos, alguém, em sã consciência, consegue entender ou defender medidas drásticas como o Lockdwn, ou ainda, o uso obrigatório de máscaras, que comprovadamente não têm eficácia ao fim proposto, pelo contrário, têm a capacidade de diminuir nossas taxas de imunidade.

Você nunca percebeu que a pintura era muito maior que a paisagem? Nunca se perguntou o porquê desta diferença tão grande entre a narrativa e a realidade?

Caso pegássemos os mesmos números da tuberculose e fosse feito o mesmo trabalho de propaganda que foi feito com o Corona Vírus, poderíamos ter o mesmo resultado. Medo, insegurança e até desespero!

Em 29 de setembro de 1959, na sede das Nações Unidas, Nikita Krushchev, presidente Russo, fez as seguintes previsões: “Os filhos de seus filhos viverão sob o comunismo. Vocês, ocidentais, são tão crédulos que não aceitarão o comunismo de uma vez, mas continuaremos alimentando-os com pequenas doses de socialismo até que você finalmente acorde e descubra que já tem o comunismo para sempre. Não teremos que lutar com você. Ambos enfraqueceremos sua economia até que caiam os frutos maduros em nossas mãos. A Democracia deixará de existir quando eles tirarem aqueles que estão dispostos a trabalhar e derem aos que não estão”.

Em outro momento, ensinava aos seus: ”Lembre-se disso: O Socialismo leva ao Comunismo. Como você cria um Estado Socialista? Existem oito níveis de controle:

  1. Assistência Médica – controle a Assistência médica e você controlará as pessoas. (Então temos o SUS, tão eficiente, onde praticamente tudo o que se necessita se consegue através dele; mas tão ineficiente ao mesmo tempo, pois além da carga burocrática para se conseguir, as filas intermináveis,  os hospitais insuficientes e abarrotados não permitem atendimento de qualidade; sem contar as constantes campanhas de convencimento da “eficácia” dos programas de vacinação obrigatórios, em que grandes grupos farmacêuticos que dominam o mercado faturam bilhões a cada campanha, com o dinheiro de nossos impostos. Se esse dinheiro dos impostos nos fosse deixado  e fosse fortalecido um sistema privado, teríamos muito mais eficiência e com menor custo ao usuário do que o atual sistema.
  2. Pobreza – aumente o nível de pobreza o máximo possível; os pobres são mais fáceis de controlar e não lutarão, se receberem o necessário para comer. Com o aumento significativo da carga burocrática ao empresariado e a qualquer investidor, somado à carga de impostos tendo crescimento gradual e contínuo durante as últimas décadas, faz com que o número de empregos vá diminuindo. Além disso, as regulamentações do trabalho informal, seguido de fiscalização ferrenha sobre o mesmo, contribuem para que muitos deixem de buscar o sustento por meios dignos. E então a pobreza vai se estabelecendo.  
  3. Dívida – aumente a dívida a um nível insustentável. Dessa forma eles podem aumentar os impostos e isso levará a mais pobreza.  Durante o Governo Fernando Henrique Cardoso e nos primeiros anos do governo Lula, as campanhas de liberação de crédito fizeram com que muitas pessoas se endividassem muito além do que conseguiam pagar, e posteriormente muitos tiveram sérias consequências em decorrência disso. Já em relação às contas públicas, aquela jogada de marketing de dizer que acabaram as dívidas externas com o FMI, custaram muito caro até hoje. Para pagar uma dívida,  foi feita outra muito maior junto às instituições financeiras nacionais. Pensavam que nunca saberíamos!
  4. Controle de Armas – remova a capacidade de se defender de suas nações; Dessa forma,  pode-se criar um Estado Policial. Esta é uma das mais claras e aviltantes situações em que o brasileiro foi submetido e sem reações. Afinal, ao realizar o referendo sobre o porte de armas, 63% dos brasileiros se mostraram favoráveis, ou em outras palavras, contrários à proibição. Mesmo assim, o governa Lula emitiu Projeto de Lei contrariando a vontade popular, onde o congresso comprometido através do processo de “toma-lá x dá-cá” aprovou sem titubear.
  5. Bem Estar – Assuma o controle de todos os aspectos (alimentação, moradia, renda) da vida do povo, isso os tornará totalmente dependentes do Estado. Podemos citar neste item, programas governamentais como o Minha casa minha vida, Bolsa Família, entre outros.
  6. Educação – controlar o que as pessoas leem, ouvem e garantir o controle do que as crianças podem aprender nas escolas. O sistema educacional brasileiro, possivelmente seja um dos níveis mais comprometidos (corrompidos) dentre os oito. Uma das primeiras ações, foi tirar gradativamente a influência e gerência do professor sobre o aluno e sobre o processo de aprendizado. A Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire tratou de colocar o professor como um vilão e os alunos como vítimas do processo educacional. Enquanto que, na verdade, sabemos que se complementam no processo cognitivo do aluno.

Tínhamos um sistema que privilegiava o conhecimento. Gradativamente foi sendo implantado um sistema que privilegia a certificação e não a cognição. Prova viva e latente é a gradativa redução das médias de aprovação nas escolas. De 8,0 passou para 7,0; de 7,0 passou para 6,0; de 6,0 passou para 5,0; depois foi inserido a dependência de estudos e por fim, a progressão em determinadas séries.

Todas essas medidas sempre tiveram belas justificativas e sempre “com vistas ao bem estar do aluno”. Sabemos, no entanto, que quanto mais o aluno tem facilidades de progredir, menos dedicação necessitará para a progressão. Quanto menor for a dedicação, o empenho, menor será o conhecimento adquirido. Esse processo tem como princípio a formação de um público grande de analfabetos funcionais, facilmente manipuláveis. Os resultados saltam aos olhos pela maneira como todos se deixaram dominar com tamanha facilidade quanto ao uso de máscaras em função de uma promessa de proteção à saúde, que jamais se confirmou ser tão grave como anunciaram.

No entanto, o que mais preocupa, é a atual ocupação que esse tipo de pensamento tomou em nossas instituições de ensino superior. Isso é resultado de um trabalho de décadas, justamente como dizia Nikita Krushchev, em pequenas doses, até que o sistema todo estivesse imbuído do mesmo pensamento. Ai de quem questionar! Ai de quem trouxer um livro que apresente pensamento contrário. Chegamos ao ponto de que, quem pensava diferente, precisou sair do país para poder publicar seus livros, tamanha a dominação ideológica socialista que o sistema educacional e literário brasileiro vive há alguns anos.

  • Religião – elimine Deus de suas vidas, nos governos e nas escolas, porque as pessoas precisam acreditar apenas no governo, convencidas do que é melhor para elas. Karl Marx já dizia: “A religião é o ópio do povo”, e completava dizendo que para que o sistema marxista pudesse ser efetivado, a religião precisava ser aniquilada; para ele, “o Estado é Deus”. Ainda na metade do século passado, diante de tantas ações do comunismo para destruir a Igreja Católica, o Papa Pio XII publicou um Decreto Papal que excomungava as pessoas envolvidas com o comunismo, dada a sua nocividade à sociedade. Hoje, dados oficiais dão conta de que a cada dia, 8 cristãos morrem por perseguição religiosa. Sendo que a grande maioria decorre da perseguição de sistemas de governo comunistas. Recentemente, temos visto muitos casos de pichações nas igrejas, depredações, acusações que posteriormente se comprovam inexistentes e até mesmo prisão foi decretada com base na mudança da cor de uma cruz em frente à igreja da cidade. Tais fatos denotam a grandiosidade de intolerância à religião, advinda justamente de quem cobra por tolerância. Hipocrisia na veia!

Não podemos nos esquecer, o trabalho gigantesco que foi desenvolvido nos porões do comunismo, que por não obter êxito em sua cruzada contra a Igreja Católica, elaborou um grande estudo de reinterpretação da Bíblia, humanizando-a ao extremo e retirando ao máximo a ligação com o divino. Esta ferramenta de engenharia social trazida para as Américas durante a Conferência Episcopal de Medelin, através de um bispo chileno, recebeu o nome de Teologia da Libertação, e tem como grande objetivo dividir e implodir a igreja de dentro para fora. Afinal, esta ainda é a maior representatividade do Cristianismo, que representa uma grande ameaça à ideologia Socialista. Mesmo já observando recentemente, ações da Teologia da Libertação também em algumas igrejas evangélicas.

  • Promover a luta de classes – dividir as pessoas em ricos e pobres. Elimine a Classe média, isso irá mascarar o descontentamento e será mais fácil tributar os ricos com o apoio dos pobres”. O famoso chavão: ´dividir para dominar; e nossa sociedade hoje, por influência de quem patrocina essa ideologia, está muito mais dividida do que entre pobres e ricos. Detectamos ainda as divisões por religião, por sexo, por gênero, divisão racial, entre outras.

Diante de todos esses fatos do passado e do presente, fica evidente que:

  • O Corona Vírus não é tão agressivo quanto diziam.
  •  A Média mensal de mortos não teve grandes alterações.
  • As decisões tomadas foram muito mais políticas do que de saúde pública.
  • Estamos sendo cada vez mais dominados pelo comunismo. Os oito níveis estão em andamento.
  • O lockdown e a máscara não são eficientes para combater o vírus.
  • A dependência ao sistema de saúde se amplia, e a campanha para implantar nova vacina está pronta, com muita gente aguardando pela vacina para seguir uma “vida normal”. Como se isso fosse uma verdade!
  • Temos uma geração em que poucos conseguem enxergar com um pouco mais de profundidade.
  • Há escassez de discernimento, de embasamento e de contextualização dos fatos.
  • Os meios de comunicação estão rigorosamente a serviço do sistema Socialista. Quem pensa diferente, quem faz diferente, precisa ser amplamente desqualificado. Nem que para isso seja utilizado a desinformação, disfarçada de informação.
  • Ser cristão de fato, aquele que defende os valores morais, a existência do pecado, do céu e do inferno. E que as ações aqui neste mundo nos conduzirão a um deles. Isso incomoda muita gente que se diz e se coloca superior a tudo isso.
  • O Sistema Educacional Brasileiro está, em sua maioria, dominado pelo pensamento socialista/comunista. (muitos fatos de nossa história recente, nos livros didáticos, estão recheados de enquadramento)
  • Manter nossos filhos distantes da sala de aula, muito mais do que a prevenção da saúde dos mesmos, é uma maneira de deixá-los com menos conhecimento do que já têm; tornando-os parte da grande massa de manobra.

Esses fatores ajudam a explicar por que em todo este contexto do Corona Vírus, quem estava e ainda está por traz, obteve êxito em aplicar o lockdown, em fazer as pessoas usarem máscaras entre outras ações.

Se tem algo que a trupe socialista/comunista são eficientes ao extremo é: com a propaganda, com a criação de narrativas, com a desinformação e com o enquadramento(reescrever os fatos, sob sua própria ótica).

Desta vez não foi diferente. Com o surgimento do vírus, as narrativas iniciais foram tão horripilantes que não houve quem não ficasse com medo, e muitos entraram em pânico. Como os meios de comunicação fizeram seu trabalho muito bem feito, muitos ainda estão em pânico. A história conta que os Reis que tiveram grandes conquistas, sempre fizeram uso de um fator muito importante: incutir o medo em seu oponente.

Podemos dizer que estamos vivendo a 3ª grande guerra mundial, onde as armas são as biológicas, aliadas às narrativas. E neste quesito, o Governo Comunista Chinês saiu bem na frente. É um dos campo em que eles são bons!

Ou aprendemos a lutar e a combater esse inimigo, ou pereceremos ao comunismo e suas ardilosas estratégias.

Saber de tudo isso e não fazer nada, é Omissão. E, omissão continua sendo pecado!

Publicado por Marciano José Zanella

44 anos, Casado, 3 filhos, domiciliado em Jacareacanga no Estado do Pará, Formado em Educação Física pela Universidade de Passo Fundo - UPF, Professor de Escola Municipal e Diretor de Escola Estadual.

3 comentários em “CORONA VÍRUS: DOENÇA OU FERRAMENTA COMUNISTA

    1. Me chamas de tosco por acreditar em uma publicação.

      O que te faz diferente de mim quando voce acredita no qmconteudo do link de seu comentário?

      Levando em consideração que a base de informações da esquerda é a Desinformatsya; e que as agências de checagem em geral são todas cooptada pela esquerda, justamente como intuito de tentar desqualificar opiniões contrárias e chancelar suas versões recheadas de narrativas.

      Continua acreditando naquilo que desejas. A História por si se encarrega de corrigir os enquadramentos históricos realizados pela esquerda. Já temos visto muito disso acontecer.

      Curtir

  1. Me chamas de tosco por acreditar em uma publicação.

    O que te faz diferente de mim quando voce acredita no qmconteudo do link de seu comentário?

    Levando em consideração que a base de informações da esquerda é a Desinformatsya; e que as agências de checagem em geral são todas cooptada pela esquerda, justamente como intuito de tentar desqualificar opiniões contrárias e chancelar suas versões recheadas de narrativas.

    Continua acreditando naquilo que desejas. A História por si se encarrega de corrigir os enquadramentos históricos realizados pela esquerda. Já temos visto muito disso acontecer.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

belezadelivroscomhome.wordpress.com/

Aqui você encontra resenhas de livros, dicas de leituras, e vai descobrir que os livros possuem magia e beleza!

sumidao.com

contos poéticos por Igor Florim

Blog QAP Osvaldo Matos

Publicitário, desde 1988, Sociólogo, especialista em segurança, defesa e pós graduado em Comércio Exterior. Diretor Presidente da Bm4, Editor Geral da Revista Qap em Alerta e Presidente do Instituto Pernambucano de Segurança-Frei Caneca

Maryworks

Garimpando a Internet

cleberzanella

The greatest WordPress.com site in all the land!

RASTILHO DE PÓLVORA

Jacareacanga - Pará - Brasil

Junior Ribeiro - Itaituba/PA

Jacareacanga - Pará - Brasil

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

zanellablog.com

Jacareacanga - Pará - Brasil

%d blogueiros gostam disto: