DESCE DO MURO ZANELLA

Você conhece essa expressão, Desce do Muro?

Por mais de uma vez, ouvi essa expressão durante esse período de campanha eleitoral.

Porém, o que acontece que muitas pessoas não sabem os motivos e os riscos de se tomar uma decisão como esta, de “ficar em cima do muro”, ou seja, não tomar partido.

Sim, riscos, e posso falar isso com a voz da experiência de quem já vivem em outros momentos a mesma situação.  Normalmente ao se tomar essa decisão, as consequências são de que todos os lados te julgam como adversários, pois a dúvida em relação ao posicionamento será constante.

No entanto, a experiência vivida mais recentemente como Diretor de Escola Estadual, onde a porta mais próxima a bater, talvez a única acessível em determinados casos, e que ao bater nessa porta, irremediavelmente e sutilmente se fechavam. Fazendo com que eu enquanto gestor tivesse que me virar em situações difíceis. Mas que os grandes prejudicados finais eram os alunos, pela demora em conseguir soluções em algumas situações que é melhor não externar quais, afim de não constranger ninguém em específico, mas documentos provam que minhas palavras não são levianas.

Essas experiências me fizeram fazer silêncio em relação ao meu lado político antes da efetivação do Pleito. E esse posicionamento foi muito bem explicado aos quatro candidatos que estiveram em minha residência para conversar. A todos me expressando da mesma forma, da preocupação de ter no Eleito um parceiro para a Escola e não portas fechadas.

Aproveito para parabenizar os Eleitos, tanto do Executivo quanto do Legislativo. E dizer que conhecendo-os e conhecendo as pessoas que os cercam, acredito muito em um efetivo trabalho de desenvolvimento em todos os sentidos e desde já, coloco-me à disposição para as parceria de trabalho enquanto gestor da Escola Estadual.

CACHORADA!!!

Alguém mais já se incomodou com a quantidade de cachorros na rua em Jacareacanga?

É uma cachorrada!!!!

Essa situação de cachorros nas da cidade desde há muito tempo tem me incomodado, assim como a muitos.

Como pode a pessoa querer ter cachorro em casa, mas deixa mais na rua do que em casa. São tantas as implicações dessa atitude que prejudicam aos demais munícipes.

Há algum tempo, o Poder Público Municipal, por meio da Vigilância Sanitária, tentou tomar algumas providências e foram apedrejados verbalmente por muitos que querem ter os animais e nao querem se responsabilizar pelos mesmos. Naquele momento as ações foram de certa forma, extremas e até justificou de certa forma as falas das pessoas que não concordavam com aquelas ações.

Vejo nesta situação, um assunto que requer urgência, providência, conhecimento e ações práticas no sentido de se der um Canil Municipal, recolher os animais que estao pela rua e identificá-los, devolvendo aos donos perante comprometimento de mudança de conduta com os mesmos. Bem como sanções na reincidência.

Grande parte dos atendimentos na Emergencia do Hospital Municipal são decorrentes de acidentes de moto e destes, a maioria causada por cachorros de rua ou na rua. Isso fatalmente onera os cofres públicos e a vida profissional ou estudantil dos envolvidos nestes acidentes.

Torna-se indispensável que a próxima Gestão Pública Municipal, através da Vigilância Sanitária pense em ações nesse sentido.

O que você pensa a respeito?

Se já sofreu acidente de moto ou foi mordido, por cachorros na rua? Comente, dê sua opinião.