EDUCAÇÃO INDÍGENA MUNDURUKU

Simplesmente um grande desafio…

imagine você leitor. A tarefa de ensinar já tem seu nível de dificuldade. E para ensinar pessoas que não falam português?

A tarefa não parece simples, e de fato não é!!!

Mas é um desafio que o Município de Jacareacanga – PA, assim como tantos outros, Brasil afora, precisam enfrentar afim de superar barreiras, superar os obstáculos para levar educação a todos os povos e com o máximo de qualidade possível.

Nas Aldeias Munduruku, as aulas de Educação Infantil, acontecem com Professores Indígenas que ensinam em sua Língua materna. Normalmente professores sem formação acadêmica.

Assim também nas séries iniciais do Ensino fundamental, nem todos os professores tem formação acadêmica e o ensino ocorre em sua maioria em língua materna, porém já introduzindo a língua portuguesa.

Nas séries finais do Ensino Fundamental é que o ensino é predominantemente feito em língua portuguesa com professores licenciados ou em período de estudos de graduação.

No Território Munduruku que pertence a Jacareacanga, a partir do ano de 2010 passou a ser oferecido em três Aldeia Pólos, Aldeia Katõ, Aldeia Sai Cinza e Aldeia Missão Cururu, o Ensino Modular Indígena, que apesar das distâncias, das dificuldades de acesso, cerca de 300 alunos concluíram o Ensino Médio dentro das Aldeias Pólos.

Há de se destacar que mesmo assim, a quantidade de Alunos Indígenas que cursam o Ensino Médio Regular na sede do Município, desde 2004, sempre oscilou de 35% a 45% dos alunos.

Como consequência desse processo, hoje podemos contar com muitos indígenas Munduruku em cursos de formação em várias áreas de conhecimento como Engenharia Florestas, Agronomia, Direito, Farmácia, Antropologia, Gestão Pública, Serviço Social, Pedagogia, Licenciaturas em Letras, Biologia, Matemática, Física, História, Geografia entre outros.

Com essa busca constante de formação por parte dos indígenas, não resta dúvida que em um período não não distante, os mesmos serão auto suficientes em profissionais capacitados para desenvolver seu próprio sistema educacional.

Podemos ressaltar como destaque, Daniel Munduruku, Doutor em Educação Escolar Indígena, Escritor de Livros Infantojuvenis e Palestrantes da Cultura Indígena Munduruku.

2 comentários

  1. Realmente, a educação é como uma lâmpada que ilumina os caminhos do conhecimento,pois, o conhecimento não é uma virtude, mas um privilégio que deve ser compartilhado com o mundo

    Curtir

  2. a educação é semelhante a uma luz que ilumina os caminhos daqueles que buscam o conhecimento a favor do bem. Acredita-se que a sabedoria não é um dom ,mas um privilégio que deve ser compartilhado com a humanidade.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s